3 de janeiro de 2015

está sol





















ouvir queixas do sol e da chuva, do vento e do frio, da neve e do nevoeiro. de tudo e de nada. está frio, está quase tudo aqui nos dias com sol. é quase o que basta, ter a tua companhia e sentar-mo-nos na assistência.

2 de janeiro de 2015

1 de janeiro de 2015

dias 1

















hoje, como nos aniversários, nos primeiros dias de um novo ano escolar, no primeiro dia de férias. há muitos dias em que se começam ciclos. este, para mim, é só mais um. nem mais nem menos importante, nem mais nem menos marcante. só mais um. um dia um. em que a vida continua mais igual à de sempre mais igual que nos outros dias um. amanhã a vida continua exatamente igual. mas é o dia um.

31 de dezembro de 2014

resoluções


























esquecer-me menos de mim

28 de dezembro de 2014

24 de dezembro de 2014

é natal


comer às pinguinhas, fazer as crianças abrir prendas pelas 9, não tirar tachos do fogão, ficar a mesa quase intacta. este não foi o pior natal. 

22 de dezembro de 2014

19 de dezembro de 2014

16 de dezembro de 2014

festas

















desmultiplicar deve ser quase o mesmo que dividir. uma máquina em cada mão. os sentidos ao rubro. chegar a pensar num facetime. as lágrimas contidas a misturar pensamentos como se as hormonas fossem as da gravides. o pequeno em alto e bom som, o palco gigante, ele pequenino a falar alto e boa voz e o filme não lhe apanhou o som. o grande a cantar baixinho para não se fazer notar, se pudesse ficava na assistência.

15 de dezembro de 2014

as nossas manhas

























o pequeno só quer saber de panquecas e descobriu os prazeres de um leite chocolatado. o grande só quer saber de fruta e cerelac e nunca mais voltou aos seus cereais favoritos.

eu vista por mim

eu vista por mim
novembro1982